Entenda os prós e contras da tecnologia na saúde



Os avanços tecnológicos possibilitaram a modernização e eficiência dos serviços, atingindo diferentes setores, incluindo o setor médico. Com isso, o uso da tecnologia na saúde se tornou indispensável para o dia a dia de diversos hospitais, uma vez que ela promove a melhoria da gestão e traz benefícios tanto para os pacientes quanto para a equipe de profissionais. 

No entanto, pouco se fala sobre as consequências negativas que podem ser trazidas. Por isso é preciso alertar que o excesso de tecnologia também pode causar transtornos, como a distração de funcionários e gestores, que tendem a se apoiar demasiadamente nos recursos tecnológicos e acabam ficando dispersos.

Tendo isso em mente, levantamos não apenas os prós, mas também os principais contras que podem ser observados sobre a utilização da tecnologia na saúde. Após ler este artigo, você conhecerá maneiras de evitar tais obstáculos e promover o uso harmonioso da tecnologia em sua instituição de saúde.

 

Prós do uso da tecnologia na saúde

 

Otimização do tempo

A implementação de recursos tecnológicos na rotina do hospital pode promover a otimização do tempo, pois permitem que atividades comuns possam ser automatizadas. Um exemplo disso é o uso de prontuário eletrônico

Essa ferramenta contém todo o histórico do paciente, exames e demais dados necessários. Podendo, também, incluir imagens e gráficos que facilitam o entendimento e agilizam a leitura por parte dos médicos. Isso permite uma troca de informações mais rápida entre profissionais. Como consequência, o paciente poderá contar com atendimentos mais ágeis e qualificados.

A conectividade também pode ajudar a otimizar o tempo. Afinal, muitas questões podem ser resolvidas sem ter que ir ao hospital, como agendar consultas e exames. Logo, oferecer esse atendimento nos canais online evita filas de espera muito longas e poupa tempo e deslocamento a seus pacientes.

 

Melhora do atendimento

A presença da tecnologia na saúde também possibilita maior satisfação ao paciente, que passou a usufruir de um atendimento não apenas mais ágil, como também mais seguro.

Com os estudos tecnológicos aplicados à saúde, foram desenvolvidas ferramentas que permitem a obtenção de diagnósticos mais precisos. Conhecendo exames e dados mais confiáveis sobre o estado de saúde do paciente, o médico dispõe das informações necessárias para realizar um atendimento seguro e propor tratamentos mais eficazes.

Esse avanço é muito relevante nos centros cirúrgicos, por exemplo, em que a precisão é um ponto fundamental. Com a ficha anestésica, o acesso a dados fisiológicos e farmacológicos fica disponível de forma simplificada e intuitiva, com gráficos e relatórios automatizados, o que dá segurança às decisões tomadas pela equipe cirúrgica.

Outro exemplo é o uso de Telessaúde como meio de levar a pacientes mais distantes ou impossibilitados de ir ao hospital serviços como Teleconsulta e Telediagnóstico. Assim, é possível oferecer um atendimento mais acessível e personalizado.

 

Gestão mais eficiente

O uso de softwares de gestão hospitalar possibilita uma administração mais eficiente porque integra todas as informações necessárias, levando à redução de erros e custos. Assim, a tecnologia na saúde pode ser usada para mediar processos nos hospitais, pois o gestor terá uma ampla visão dos estoques, gastos e toda logística envolvida na instituição.

O armazenamento em nuvem também é interessante e permite que informações dos prontuários e documentos da instituição sejam mantidos online e protegidos por senha, o que dá maior segurança aos dados e evita risco de perda. Além disso, é reduzida a quantidade de papel no hospital, liberando espaço físico e cortando gastos com esses materiais.

Uma rotina mais agilizada e otimizada evita erros por parte da equipe de profissionais e evita que funcionários tenham que realizar atividades repetitivas e desgastantes, melhorando também o clima organizacional entre sua equipe.

 

Foco na prevenção

A aplicação da tecnologia na saúde torna a Medicina Preventiva ainda mais promissora. Os dispositivos utilizados para medição de biometria e os resultados de exames diagnósticos estão mais avançados e precisos, sendo muito importantes para a prevenção. 

Além disso, manter as informações sobre os pacientes sempre atualizadas e facilmente disponíveis, por meio do prontuário eletrônico, pode ajudar em um acompanhamento mais efetivo e à distância, prevendo possíveis alterações na saúde dos pacientes.

 

Contras do uso da tecnologia na saúde

 

Aumento da distração

A expansão da tecnologia da informação fez com que uma grande variedade de conteúdo estivesse à disposição das pessoas. Porém, essa sobrecarga de informações no ambiente de trabalho pode causar a distração de funcionários e gestores, devido à facilidade de acesso.

Portanto, é fundamental que haja uma adaptação. Para isso, podem ser feitos treinamentos com a equipe de profissionais, instruindo-os a lidar melhor com a variedade de informações, selecionando apenas o que é fundamental para a atividade desempenhada naquele momento e aprendendo a manter o foco na rotina de trabalho. É preciso que todos conheçam os riscos dessa dispersão, principalmente aos pacientes.

 

Desregulação do sono

No nosso cotidiano, estamos cada vez mais conectados. Quando essa conectividade aumenta também no ambiente de trabalho, o tempo que passamos em tela se torna também mais prejudicial ao sono.

Isso ocorre porque dispositivos como tablets e computadores emitem forte luminosidade, que interfere na produção de melatonina pelo organismo, hormônio do sono. Como esses aparelhos estão cada vez mais presentes na rotina do hospital, por conta do avanço da tecnologia na saúde, os funcionários podem ter a qualidade do sono afetada.

Logo, é importante conversar com a equipe sobre equilibrar o tempo gasto em tela com outras atividades, não somente no trabalho, mas na rotina pessoal.

 

Percebe-se que a tecnologia da informação e as inovações digitais trouxeram vantagens diversas para a saúde. Além disso, que sua aplicação é indispensável para um hospital que pretende se integrar ao atual contexto informatizado em que se encontra o setor. 

Por mais que haja riscos envolvidos na aplicação da tecnologia na saúde, vimos que tais problemas podem ser evitados, sendo apenas uma questão de adaptação. Caso queira saber mais sobre como adaptar sua instituição à era da tecnologia de maneira adequada, leia Como implementar a transformação digital no hospital?


           
Posts relacionados