5G na saúde: o que a nova conexão reserva para o setor?



A tecnologia 5G é um assunto cada vez mais importante e discutido entre as organizações, afinal, uma conexão à internet mais rápida e com desempenho diferenciado pode impulsionar mudanças muito importantes em diversos setores da sociedade, principalmente no da saúde. Por esse motivo, a chegada dessa nova conexão movimenta o setor em função dos benefícios que podem impactar na experiência dos pacientes.

Neste texto, abordamos a forma como a conexão 5G pode ajudar a salvar vidas a partir das inovações tecnológicas e da otimização do desempenho na assistência médica. Continue a leitura!

 

Do 4G para o 5G: o que muda na conexão de internet?

Antes de abordar o 5G na saúde, é necessário explicar exatamente do que se trata esta tecnologia.

Como o próprio nome indica, o 5G corresponde ao 5º estágio de evolução da conexão de internet por dados móveis. Seus antecessores, o 3G e o 4G, marcaram etapas importantíssimas no desenvolvimento da internet, que como você vai entender ao longo deste texto, impulsiona outras tantas inovações na tecnologia.

O aperfeiçoamento da internet móvel é parte fundamental na relação que as pessoas têm com a tecnologia. Os usuários estão cada vez mais conectados aos smartphones, seus aplicativos e os recursos que eles oferecem. Mas, para isso acontecer, a conexão sem fio precisou evoluir muito, o que a propósito, é um processo contínuo.

A excelência na performance é a grande diferença do 5G em relação ao seu estágio anterior, o 4G. A velocidade será até 100 vezes maior, o que provoca uma série de mudanças na utilização das plataformas digitais. Afinal, as pessoas vão levar bem menos tempo para realizar suas atividades pelo celular, computador, entre outros.

Contudo, o potencial do 5G impacta em processos muito mais complexos do que o uso da internet para fins mais simplórios. O aumento na velocidade e no desempenho tem tudo para impulsionar recursos tecnológicos já poderosos, como o Big Data e a Internet das Coisas. Portanto, o 5G tem tudo para acelerar ainda mais a transformação digital!

 

5G na saúde: mudanças e vantagens para o setor

A tecnologia 5G tem um potencial revolucionário em diversas camadas: social, nos negócios, e claro, na saúde. A nova rede de dados móveis se baseia em dois pilares: aumento na velocidade da conexão, e com isso, a capacidade de impulsionar o funcionamento e o recursos das inovações que dependem da internet.

É importante ressaltar que o aumento da velocidade no caso do 5G não é algo comum e provoca um impacto muito maior do que o simples aumento da largura de banda de sua internet. Uma conexão que pode ser até 100x mais rápida acelera não só os processos mais simples, mas, sobretudo, as demandas mais complexas no âmbito tecnológico.

Ou seja, a chegada do 5G na saúde vai otimizar os processos em seus diferentes níveis de complexidade. Com o 5G, será muito mais fácil implementar uma operação mais ágil em etapas mais iniciais do serviço de saúde, como a de recepção ao paciente e marcação de consultas.

Contudo, este novo estágio da conexão móvel pode permitir avanços impressionantes na medicina e possibilitar, também, um novo estágio às inovações que podem salvar vidas. Por isso, listamos, a seguir, alguns recursos da tecnologia que podem alcançar o ápice com a chegada do 5G e impactar positivamente na saúde!

 

Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IOT) é um conceito tecnológico que tem evoluído muito, e aplicado ao contexto da saúde, pode ter um avanço decisivo em sua implementação. Com uma conexão mais poderosa, alguns recursos que podem estar conectados à internet, como implantes e rastreadores, terão um funcionamento muito mais eficiente.

É importante destacar que a coleta, o compartilhamento e o processamento dos dados são processos que alcançarão um nível muito maior de eficiência com o 5G. Portanto, será possível utilizar os recursos da inteligência de dados com mais assertividade, e isso impacta diretamente nas ferramentas móveis utilizadas em um centro cirúrgico.

 

Telemedicina

A pandemia de Covid-19 acelerou o processo de evolução da telemedicina e alertou para a necessidade de aperfeiçoar os recursos do atendimento médico à distância. E com o 5G na saúde, as possibilidades de fazer uma avaliação completa, ainda que por um celular ou computador, são muito maiores. 

Com a conexão mais rápida, as plataformas de telemedicina poderão funcionar melhor, tanto por parte da instituição de saúde, como do lado dos pacientes. O 5G ainda possibilita que a assistência médica chegue em comunidades rurais e outros centros não urbanos, portanto, contribui na democratização do acesso à saúde!

 

Realidade aumentada e robótica

A Inteligência Artificial (AI) é um recurso poderoso, e com o 5G, pode ter suas capacidades potencializadas. Esse processo evolutivo permite que aplicações inovadoras, por meio da realidade aumentada e da realidade virtual, possam ser mais efetivas na descoberta de tratamentos e no ensino de novas técnicas medicinais.

O 5G ainda pode contribuir com outra inovação que está em seus primeiros passos: a cirurgia robótica. Esse procedimento ainda é visto com desconfiança, por depender da conexão à internet. Entretanto, é possível que o desempenho do 5G potencialize suas vantagens e permita um melhor acompanhamento remoto dos médicos.

 

O impacto do 5G na experiência do paciente nos centros de saúde

Tudo que o paciente espera de uma instituição de saúde é um atendimento rápido e eficiente, tratamento humanizado e bons resultados dos procedimentos médicos. O 5G tem tudo para ajudar na otimização de cada um desses processos, a partir de algumas vertentes. 

Primeiro, o potencial tecnológico. Com o 5G na saúde, as tecnologias, que já são muito valiosas, podem se tornar ainda mais eficientes, tanto para agilizar burocracias, à exemplo da marcação de consultas, como nos procedimentos cirúrgicos, anestésicos e outros métodos mais complexos.

Também é fundamental destacar que o 5G facilita o trabalho dos profissionais. Com recursos tecnológicos mais funcionais, os médicos e outros colaboradores podem trabalhar mais tranquilos, sem tanta pressão e potencializar seus conhecimentos. Dessa forma, podem otimizar mais o tempo de trabalho, aumentar a produtividade e, sobretudo, dedicar mais tempo para o paciente.

Como vimos até aqui, a tecnologia traz diversas possibilidades para melhorar os processos nos centros de saúde e executar procedimentos médicos com a precisão e a agilidade necessárias. Contudo, o bom uso dos recursos e ferramentas é crucial para manter o equilíbrio e garantir um atendimento humanizado e a qualidade na gestão hospitalar.  Até a chegada e a implementação da conexão 5g na saúde, saiba como otimizar o tempo de atendimento dos pacientes com 5 dicas.


           
Posts relacionados