A ergonomia em ambientes hospitalares



A ergonomia em ambientes hospitalares

Um dos fatores preponderantes para que uma instituição de saúde trabalhe com excelência é a organização. Salvar vidas é uma consequência do alinhamento eficaz dos processos em um centro de saúde. Por isso é tão importante falar sobre a ergonomia em ambientes hospitalares e entender a importância de se otimizar os recursos a partir de uma boa estruturação do espaço de trabalho.

Os profissionais que atuam em um hospital convivem com uma enorme responsabilidade e o desafio diário, que é garantir a qualidade de vida dos pacientes. Para que essa tarefa se torne viável, médicos, enfermeiros e demais colaboradores precisam trabalhar sob ótimas condições estruturais e organizacionais, o que é responsabilidade do gestor hospitalar.

Tudo isso influencia diretamente no bom atendimento aos pacientes. Um ambiente hospitalar organizado e bem equipado é imprescindível para que o diagnóstico seja feito com precisão. Os processos de tratamento e recuperação também dependem de uma estruturação lógica do hospital.

Neste post, você vai entender melhor sobre a ergonomia, seus impactos e aplicação no setor da saúde. E claro, como é de praxe aqui no blog da Anestech, vamos abordar as soluções tecnológicas para um atendimento mais humanizado e bem-sucedido! Vamos lá?

O conceito de ergonomia em ambientes hospitalares

A conexão entre recursos humanos e materiais é essencial para atingir a excelência nos hospitais. É a partir desta necessidade que a ergonomia se estabelece como um conceito que busca colocar em prática a adaptação do ambiente de trabalho à realidade humana.

Sendo assim, a ergonomia em ambientes hospitalares passa por fatores como a integração dos atendimentos e o bom aproveitamento de recursos tecnológicos. O objetivo é proporcionar uma abordagem humanizada com os pacientes, priorizando o conforto e o bem-estar para as pessoas que são atendidas em um centro de saúde.

Cada detalhe é muito importante para que tudo esteja integrado em um hospital. Neste sentido, a ergonomia impacta o dia a dia dos ambientes hospitalares por preencher diversas lacunas e buscar a total adaptação de tudo que está presente no espaço físico de um hospital, em função das necessidades dos profissionais, e claro dos pacientes.

Um atendimento bem-sucedido se dá quando o paciente fica confortável em cada etapa, desde sua recepção, passando pela sala de consulta ou centro cirúrgico. Para isso, é necessário que o hospital esteja bem equipado, e que essas ferramentas funcionem, de fato, para solucionar as demandas de cada processo.

Sendo assim, a ergonomia busca um encaixe perfeito entre insumos, ferramentas e outros elementos que compõem as estações de trabalho com a dinâmica dos médicos, enfermeiros e atendentes. O impacto, caso esse conceito seja bem aplicado, é muito abrangente. Afinal, os profissionais podem otimizar a qualidade de atendimento, o que resulta em um cuidado maior com os pacientes.

A aplicação da ergonomia em ambientes hospitalares

A ergonomia em ambientes hospitalares ajuda a salvar vidas, mas é preciso saber como aplicá-la. Alguns elementos se destacam quando um estudo é feito para organizar um centro de saúde a partir destes conceitos. Morfologia, cinestesia, cores, iluminação e ventilação estão entre os principais itens analisados.

Para além dos conceitos citados acima, outros fatores são levados em conta, como a segurança, conforto, postura, aplicação de formas e materiais e, até mesmo, conceitos visuais que podem influenciar no dia a dia de um hospital. A Cartilha de Ambiência do HumanizaSUS, do Ministério da Saúde, funciona como uma referência para os projetos que visam adaptar os ambientes hospitalares ao trabalho real dos profissionais de saúde.

O objetivo é que cada detalhe no centro de saúde se adéque às funções humanas. Para isso, os estudos levam em conta os movimentos naturais do corpo e fatores biomecânicos que influenciam no manuseio operacional de diversas tarefas dentro de um hospital.

A iluminação dos espaços, bem como a interferência de ruídos internos e externos, assim como a própria disposição do mobiliário e de outras ferramentas passa por uma profunda análise. Dessa forma, a ergonomia busca melhorar a ambiência dos profissionais para que suas tarefas possam ser realizadas com excelência e de forma natural.

Como a tecnologia pode ajudar a otimizar o espaço de trabalho nos hospitais

A tecnologia pode ser uma grande aliada da ergonomia em ambientes hospitalares. É claro que não basta apenas contar com os melhores recursos tecnológicos, mas a ferramenta certa, no momento e no lugar exato, pode fazer a diferença na organização do espaço de trabalho nos hospitais.

No sentido ergonômico da estruturação de um centro de saúde, as soluções tecnológicas de destaque são aquelas que economizam espaço e otimizam o tempo gasto em uma consulta. Dispositivos portáteis de raio-x, por exemplo, são importantíssimos para diminuir a restrição de movimentos. Isso significa mais conforto para o paciente e também para os profissionais de saúde.

O avanço da tecnologia pode fazer a diferença para o funcionamento da ergonomia em ambientes hospitalares.

Macas com regulagens eletrônicas, por exemplo, fazem uma enorme diferença em dinâmicas que muitas vezes são complicadas.

Deslocar um paciente com dificuldades de movimento é muito mais fácil quando se tem um equipamento mais robusto e pensado para se adaptar às reais necessidades do corpo humano e sua biomecânica.

A transformação digital nos centros de saúde também é um fator preponderante ao se analisar a ergonomia em hospitais. No centro cirúrgico, por exemplo, os anestesistas podem acessar os dados em smartphones ou tablets. Essa mobilidade facilita os processos, reduz as restrições de movimento e influencia diretamente na qualidade dos procedimentos.

Além de poupar tempo, a tecnologia ajuda a aproveitar melhor o espaço físico. A possibilidade de armazenar dados na nuvem, assim como a ficha anestésica digital, por exemplo, dispensa a necessidade de ocupar o espaço com grandes armários para guardar papel. Tudo isso ajuda a organizar melhor, não só as salas de cirurgia como todo o hospital.

Saber mais sobre conceitos como a ergonomia em ambientes hospitalares é importantíssimo para gestores e todos os profissionais que lidam com o dia a dia de um centro de saúde.

Siga a Anestech no instagram e conheça as nossas soluções para proporcionar aos pacientes um atendimento mais humanizado e salvar vidas!


           
Posts relacionados