Conheça as tendências da medicina em 2021



Com o passar dos anos, a tecnologia ganha mais espaço no setor da saúde, uma realidade que se firma cada vez mais rápido. A transformação digital é um dos principais elementos que impulsionam os avanços da medicina. Com a chegada da pandemia provocada pela COVID-19, esses avanços ganharam ainda mais protagonismo. O que nos leva a necessidade de entender as tendências da medicina em 2021 e saber quais os processos que potencializam o setor da saúde.

A automação está mudando os métodos na medicina, e apesar dos desafios enfrentados com a pandemia, ela foi um verdadeiro divisor de águas, acelerando de forma exponencial a transformação digital na saúde. Veja a seguir algumas das tendências da medicina em 2021 e saiba como a tecnologia pode impactar a vida de pacientes e médicos.

Interoperabilidade

Um termo ainda pouco conhecido, mas que ganha, a cada vez mais, destaque em hospitais e instituições de saúde.
Trata-se nada mais nada menos do que a capacidade de diferentes sistemas se comunicarem, de forma integrada, sem a intervenção humana.

Por meio de softwares, plataformas e soluções tecnológicas, eles podem interagir entre si, de forma segura e eficaz, garantindo o cruzamento de informações para melhorar o atendimento ao paciente e facilitar a rotina das equipes. Veja neste post, de forma detalhada, qual a proposta da interoperabilidade na saúde.

Armazenamento em nuvem

O armazenamento em nuvem é um modelo de computação que acomoda os dados por meio de um servidor. As informações são transmitidas e arquivadas em um sistema remoto. Logo após, gerenciadas, armazenadas em backup e disponibilizadas ao usuário por meio de uma rede.

Recursos como o armazenamento em nuvem aprimoram a segurança de dados acondicionados. Mas ainda assim, a proteção dessas informações é uma preocupação entre a gestão hospitalar de alguns lugares. Porém, provedores podem amenizar esse receio, por meio de criptografia de dados e autenticação. Sendo assim, dessa forma, os ambientes digitais são considerados os mais seguros.

Além disso, o armazenamento em nuvem facilita o acesso às informações no dia a dia. Deixando à mão todos os documentos necessários. O que também torna o ambiente hospitalar mais seguro e moderno. Veja neste artigo em nosso blog os benefícios do armazenamento em nuvem para o setor da saúde.

Big Data

Big Data é um termo que representa algumas ferramentas para o apoio à gestão de um grande volume de dados, sejam eles estruturados ou não. Está diretamente ligado às tendências da medicina em 2021.

Na área da saúde ele atua com grande impacto no tratamento e análise de informações, que vão desde a prevenção e o diagnóstico até a investigação clínica e farmacêutica.

Ele é usado em diversas modalidades, facilitando avaliações e gerenciando a tomada de decisão. Além disso, o big data é capaz de trazer uma série oportunidades e benefícios à medicina. Veja alguns:

  • Precisão na análise de dados: o big data permite analisar os dados com velocidade de diversas fontes.
  • Redução de custos: com informações precisas, a equipe pode planejar estratégias moduladas às necessidades do paciente. Isso gera um manejo mais inteligente do fluxo de trabalho, do estoque, da logística e da gestão hospitalar.
  • Eficiência no monitoramento e elevação da produtividade: o big data permite criar um fluxo de trabalho mais eficiente. Além disso, ele gera uma dinâmica da informação de forma mais ágil, coerente e consistente, o que minimiza desencontros e equívocos.
  • Personalização do atendimento: devido o acesso minucioso as informações sobre o público e as características detalhadas, é possível, conhecer melhor, quais são as demandas e planejar estratégias que se encaixam às necessidades de cada paciente.
  • Tomada de decisão assertiva: os dados coletados de um grande volume de canais são agrupados e sistematizados, gerando então, informações mais precisas, em tempo real e com grande efetividade.

Machine Learning

O machine learning na saúde tem como principal objetivo usar resultados de experiências antigas para identificar padrões e oferecer alternativas para que seja tomada a melhor decisão, sempre com base em dados.

Em português, machine learning significa “O Aprendizado da Máquina”. É uma área da inteligência artificial que atribui aos computadores a capacidade de aprender de forma automática.

O sistema é capaz de aprender por meio do processamento de uma grande quantidade de dados, que são usados para obter experiência e constante aperfeiçoamento e, dessa forma, usar os resultados para tomar as melhores decisões no futuro.

Essa tecnologia, na saúde, assume aquelas tarefas que tomam muito o tempo e aumentam a carga de trabalho dos profissionais. Além disso, os pacientes também são beneficiados com o machine learning, pois assim, podem contar com diagnósticos e tratamentos mais precisos.

Veja neste artigo os impactos do Machine Learning na saúde e saiba como ele traz mais segurança e eficiência ao setor.

Prontuário eletrônico

O prontuário eletrônico se trata de um sistema que moderniza o acesso as informações e o histórico de saúde do paciente. Além disso, ele permite aos médicos inserir de forma rápida e eficiente os dados clínicos do atendimento.

O prontuário eletrônico contém anotações, exames, imagens e todo o tipo de documento que componha os fatos médicos acerca da saúde do paciente. Ele funciona como um guia para nortear o atendimento e salientar sobre a condição médica da pessoa. Saber o que é um prontuário eletrônico de saúde é muito importante para a gestão hospitalar.

Os registros criam detalhes, que incluem histórico familiar, motivo da queixa inicial, diagnóstico e tratamento. Além disso, por meio do prontuário eletrônico é possível realizar a prescrição de medicamentos, exames laboratoriais e dados necessários para fornecer assistência ao paciente.

Resumindo, é um sistema de informações de saúde armazenadas em formato digital. O que significa que os registros podem ser compartilhados em diferentes configurações de assistência médica, conectados em rede para o uso dos setores envolvidos no tratamento do paciente e a troca das informações. Além disso, o armazenamento em nuvem, como falamos ao início deste artigo, se faz presente aqui, com o arquivamento seguro de dados sensíveis.

Ficha anestésica digital

A ficha anestésica digital tem diversas funções importantes no centro cirúrgico. É uma solução que contribui na melhoria da gestão hospitalar, sendo o prontuário eletrônico mais completo de um hospital. Ela contêm dados fisiológicos e farmacológicos, que são informados pelo anestesiologista durante todas as etapas do procedimento cirúrgico.

A ficha anestésica digital contribui para construir um histórico do paciente. Ela funciona como base para o médico, conforme a evolução da anestesia. Além disso, por meio dela é possível mais eficiência nas anotações; segurança dos dados do paciente; eficácia durante o procedimento cirúrgico e qualidade dos dados, com valores precisos e legíveis.

O registro da ficha anestésica digital também reduz o risco de erros na dosagem ou tipo de medicamentos, uma vez que as referências ficam mais evidentes em dispositivos eletrônicos. Veja aqui 5 motivos para implantar a ficha anestésica digital.

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial (AI) é um ramo da ciência da computação capaz de elaborar dispositivos que simulam a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas.

No setor da saúde ela é capaz de oferecer benefícios através da geração de dados, instruindo ao tratamento de doenças e otimizando o atendimento aos pacientes. Além do mais, a AI auxilia na prevenção e detecção de doenças em estágios iniciais.

Os benefícios da Inteligência artificial não se limitam aos pacientes, eles também se estendem aos processos operacionais e a equipe hospitalar. A AI pode, por exemplo, reduzir custos na instituição através da otimização de uso de recursos, redução de perdas de medicamentos e vacinas por validade. Além disso, é capaz de melhorar os planejamentos, antes realizados de forma reativa e reduzir erros humanos.

Veja mais algumas das vantagens da Ai para hospitais:

  • Otimização de recursos, como o uso de leitos;
  • Detecção de fraudes, como o receitar medicamentos indevidamente;
  • Indicação de linhas de cuidado, como na recomendação de tratamentos oncológicos;
  • Monitoramento do paciente: sinais vitais podem ser checados remotamente através da câmera do celular, por exemplo;
  • Detecção de patologias em exames;
  • Prevenção de complicações, evitando, por exemplo, que o paciente sofra de infecção generalizada;
  • Priorização de pacientes e consequente redução do tempo de espera em atendimentos de casos graves;
  • Otimização do trabalho dos profissionais de saúde.

LGPD na saúde

 Lei Geral de Proteção dos Dados – LGPD, foi concebida com o objetivo de proteger os dados pessoais dos cidadãos e manter a segurança e privacidade desses usuários, de forma que evite a utilização abusiva de suas informações.

Desde a implementação da Lei nº 13.709/18, as instituições de saúde precisam redobrar a responsabilidade sobre a coleta, o armazenamento e a utilização dos dados dos pacientes que, por sua vez, precisam conceder autorização para isso.

A LGPD promove um considerável ganho para a segurança da informação, pois os dados coletados são considerados dados pessoais sensíveis, e por consequência requerem um tratamento ainda mais rigoroso.

Quando falamos sobre as tendências da medicina em 2021, não podemos esquecer da LGPD, que afinal, entrou em vigor no ano de 2020 e, desde o mês de agosto deste ano passou a punir instituições que descumprirem a legislação de proteção de dados. Saiba mais neste post em nosso blog.

Neste artigo você viu que as tendências da medicina em 2021 estão ligadas diretamente aos avanços importantes da tecnologia. A Anestech considera todos eles para aprimorar seus serviços e oferecer qualidade e inovação aos seus clientes, sempre orientada pela LGPD e todos os princípios éticos envolvidos.

Acesse o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades para aperfeiçoar, otimizar e oferecer mais segurança na anestesiologia.


           
Posts relacionados